terça-feira, 20 de junho de 2017

PROPOSTA DE REDAÇÃO ESTILO ENEM (31)




PROPOSTA DE REDAÇÃO
A partir da leitura dos textos motivadores seguintes e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija texto DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO em NORMA PADRÃO da língua portuguesa sobre o tema “O CONSUMISMO DESENFREADO E A VALORIZAÇÃO DO TER NO SÉCULO XXI” apresentando proposta de intervenção, que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa do seu ponto de vista.

TEXTO I
A ERA DO CONSUMISMO DESENFREADO

Todas as pessoas precisam consumir a fim de satisfazer suas necessidades básicas para a sobrevivência. O consumo apresenta-se como atividade natural e saudável, quando praticada de forma consciente e dentro do necessário, sendo assim indispensável. Até então, nenhuma novidade. O fato é que esta aquisição de bens vem, de longa data, sendo feita de maneira desenfreada pelos diversos segmentos da sociedade a ponto de abalar as estruturas financeiras das pessoas. O ser humano, eterno insatisfeito por excelência, apresenta-se sempre com uma vontade a ser saciada, enquanto isso não acontece, o descontentamento é inevitável, então, quando o desejo é satisfeito, a vontade cessa por pouco tempo dando lugar a uma outra vontade. Dessa maneira o sujeito tende a uma satisfação superficial e imediata de seus conflitos interiores que se apresentam sintomaticamente através do consumismo. (...)
Por GEOVANI SANDRIN

Disponível em http://admacontece.no.comunidades.net/a-era-do-consumismo-desenfreado. Acesos em 20/06/2017, às 23:17.

TEXTO II



TEXTO III

Sexta-feira, 22 de janeiro de 2010
A VALORIZAÇÃO DO "TER"
      
            (...) O mais peculiar quanto ao consumismo é que, além de todos quererem cada vez mais ter e ter, todas as pessoas querem ter as mesmas coisas. O desejo da maioria acaba direcionado para determinados commodities. Pode ser um item específico ou uma marca. E, na maioria das vezes, o que é desejado não é necessidade e não vai mudar a vida da pessoa de nenhuma forma efetiva ou crucial. Se pararmos para pensar, a cada dia acumulamos mais e mais lixo em nossas casas que, de início eram a última moda, e agora não servem para mais absolutamente nada. Não precisávamos daquilo, compramos para atender um desejo, atendido o desejo a coisa se torna obsoleta. (...)
Por João Victor Rabello
Disponível em http://ideologiaobsoleta.blogspot.com.br/2010/01/valorizacao-do-ter.html. Acesso em 23/05/2017, às 15:18.

TEXTO IV

BAUMAN E A SOCIEDADE DE CONSUMIDORES: A TRANSFORMAÇÃO DAS PESSOAS EM MERCADORIA

A identidade como um valor de mercado

O ser humano, na vida em sociedade, interage com os outros e o seu ambiente. Assim, é vital, para que ele sobreviva neste espaço, que seja reconhecido como parte integrante desse meio social. Como, então, se dá na modernidade líquida a aceitação e o reconhecimento de um indivíduo como membro integrante da sociedade? Para Bauman, a sociedade de consumidores “representa o tipo de sociedade que promove, encoraja ou reforça a escolha de um estilo de vida e uma estratégia existencial consumistas, e rejeita todas as opções culturais alternativas” (BAUMAN: 2008 p. 71). (...)




Nenhum comentário:

Postar um comentário